A importância de ter um sitemap em XML

24 Jan, 2021 | Optimização SEO

Para compreender a importância de um sitemap para o seu website primeiro é necessário compreender melhor o que é um Sitemap.xml

O que é um sitemap em XML

Um sitemap.xml é um ficheiro XML, com a lista das páginas e links do seu site. Esta é a forma mais fácil e rápida de informar o Google e os restantes motores de busca sobre as suas páginas mais relevantes, dando a conhecer os seus links mesmo que não utilize o internal linking da melhor forma, ao longo do seu website.

A evolução do sitemap

Antigamente utilizava-se muito um link no rodapé para um sitemap em HTML, e muitos websites ainda o têm apresentado desta forma. Mas com a evolução das tecnologias passou a ser útil a criação de um ficheiro XML para o sitemap, ficheiro esse que é facilmente lido pelos motores de busca para conhecerem todas as páginas e links do seu site.

Hoje em dia o sitemap é mais direccionado para os motores de busca do que para os utilizadores. O seu sitemap não só permite listar os seus conteúdos, como permite estruturá-los, incluir ou excluir conteúdos que não quer que sejam apresentados nos resultados de pesquisa, e atribuir maior ou menor relevância a determinados conteúdos, consoante a sua estratégia de comunicação digital.

Para os seus utilizadores deverá ter menus bem apresentados e de fácil consulta de forma a não ser necessário consultar um sitemap do seu site.

Ainda assim, os sitemaps visíveis em páginas em HTML continuam a ser úteis para sites muito complexos, com muitas páginas e informação. Pense por exemplo no portal das Finanças, ou na documentação de um software. Pode ser útil adicionar um sitemap para este tipo de website, onde por vezes o menu não permite todos os links existentes ou que poderão ser relevantes para os utilizadores e, assim facilita a navegação a todos os utilizadores, para que facilmente encontrem o que procuravam. Nestes casos, ter uma caixa de pesquisa também se torna essencial.

Porque é que é importante ter um sitemap em XML?

Com certeza pretende que o Google siga e rastreie o seu website, pelo menos as páginas que são mais relevantes para o seu negócio e estratégia. Com um sitemap.xml consegue passar essa informação, facilitando os motores de busca não só a saber que conteúdos tem, como os ajuda a compreender a estrutura dos seus conteúdos.

Embora o sitemap.xml não vá contribuir para um melhor ranking vai sempre ajudar os motores de busca a conhecerem todos os seus links e rastreá-los de forma a conhecer melhor o que contêm, e poder apresentar as suas páginas nas pesquisas relevantes de acordo com os seus conteúdos.

Se pensar que quando colocar o seu site online pela primeira vez não vai ter de imediato o seu conteúdo rastreado e indexado, nem terá vários links externos a direccionar para o site, nem muitas partilhas em diferentes redes sociais e de diferentes utilizadores, depressa percebe que está atrás de todos os restantes links na internet que já estão mais estabelecidos. Logo o seu site está a ser penalizado por ser mais difícil para os motores de busca encontrarem os seus conteúdos.

Que informação posso ou devo ter num sitemap?

O sitemap além de listar todos os seus conteúdos também o ajudam a estruturar a informação e indicar quais as páginas que têm mais importância, quais os conteúdos atualizados mais recentemente, etc, e indexar os seus conteúdos de forma correcta.

Os sitemaps bem estruturados estão divididos por tipos de conteúdos, com datas de actualização de cada item e indicação do peso de importância de cada um dos items.

Pode incluir os conteúdos de vídeo e imagem que o seu site apresenta, de forma a também aparecerem nas pesquisas próprias para este tipo de conteúdos.

A importância de um sitemap consoante o tamanho do seu site

Para websites com muitas páginas é ainda mais importante a existência de um sitemap para garantir que todas as páginas são dadas a conhecer. Mas é sempre importante ter um sitemap em qualquer tipo de website como aqui procuramos demonstrar.

Há quem seja da opinião que os sitemaps apenas servem sites muito grandes pois, os mais pequenos, se estiverem bem estruturados mais facilmente serão rastreados por inteiro. Mas como nem todos os utilizadores que criam sites sabem optimizar os seus websites para melhor rastreamento, a criação de um sitemap.xml e a sua introdução no Google Search Console vão sempre ajudar a melhorar o rastreamento e acelerar o processo, melhorando a sua visibilidade e rastreamento rápido.

Sem um sitemap o Google não sabe que existo?

Não é bem assim. Eventualmente vai descobrir o site, mas pode demorar algum tempo a lá chegar e a conhecer todas as páginas.

O Google e os restantes motores de busca seguem todos os links que vão encontrando na internet. Mas como no início ainda não existem muitos links externos para o seu website é normal que demore algum tempo até que os motores de busca cheguem a todas as suas páginas.

Por isso, ter um sitemap é tão importante. Principalmente quando inicia um novo website pois não existem muitos links externos que vão dar a ele. O sitemap vai providenciar esta informação. Com um sitemap vai facilitar os motores de busca a conhecerem todas as suas páginas disponíveis.

É preciso um ter um sitemap se já tiver muitos backlinks?

A resposta é sim, é preciso. Tem de manter os motores de busca informados de novos conteúdos, alterações de conteúdos antigos, páginas que deixam de existir, e por aí fora. Por isso é importante manter sempre um sitemap em XML actualizado e activo.

Como criar um sitemap bem estruturado

Agora que já compreende um pouco melhor porque é que esta ferramenta de SEO é importante, vamos então ver o que é um bom sitemap.

É importante que o seu sitemap mostre todos os conteúdos que pretende que apareçam nas pesquisas dos utilizadores. Os conteúdos com mais relevância primeiro, e os de menor relevância em cadeia.

Todos os conteúdos devem estar datados com a última alteração efectuada. E deverão estar divididos por tipos. Todas as páginas, todos os artigos, todos os itens de portfólio, todos os produtos, todas as imagens, e por aí fora. Os tipos a definir serão aqueles que encontra no seu site e quais quer que apareçam nas pesquisas.

É importante a sua separação e segmentação para ajudar os motores de busca a estruturarem e compreenderem melhor os seus conteúdos.

Definir a estrutura dos conteúdos

Ao listar os seus conteúdos deve ter uma estrutura lógica que permita a sua compreensão da melhor forma possível. Por isso deve-se separar a lista de páginas da lista de imagens e vídeos. Assim como, no caso de ter um blog, deve criar a lista de categorias e lista de artigos.

Ao fazer esta separação clarifica de imediato a estrutura dos seus conteúdos e ajuda o Google e outros motores de busca a definir a forma como vão indexar os seus conteúdos e onde, como e quando os vão apresentar.

Quer melhorar o seu sitemap em WordPress?

Descubra as melhores opções para optimizar o seu sitemap em WordPress. É muito fácil lendo o nosso artigo:

Como criar um sitemap em WordPress @ MAGAZINE MAGAWORKS

Que páginas são importantes de incluir no sitemap

Pense porque é que deve excluir páginas do seu sitemap. Qual é a importância de cada página em toda a estrutura e para a sua estratégia digital? Se a página é pouco relevante e não é bom para a sua estratégia que alguém entre no seu site por essa página, então é melhor excluí-la do sitemap. Pode parecer-lhe pouco provável, mas existem muitas situações.

Imagine que iniciou um blog recentemente, e já tem as suas categorias criadas, alguns artigos em cada categoria, mas as suas Tags ainda não têm conteúdo que justifique apresentar o arquivo por Tag, pois estas páginas ainda não têm conteúdo suficiente. Um utilizador que entre por uma dessas páginas onde apenas se encontra um artigo pode dar uma má imagem do seu Blog, além de que tem pouco valor para os utilizadores. Pode considerar deixar de fora do seu sitemap até que se justifique incluir.

Mas a exclusão de páginas do seu sitemap não significa que não sejam seguidas e rastreadas pelos motores de busca. Estas podem sempre ser encontradas de outras formas como sejam links internos do seu site. E para tal não só deverá excluí-las do sitemap, como também deverá colocar a tag de rastreamento ‘noindex, follow’.

Como garantir que o Google encontra o seu sitemap

Como já referimos, o Google e outros motores de busca seguem todos os links que encontram na internet em todos os sites. Como tal, chegará o dia em que irá encontrar algum link que o conduz ao seu site. Mas não fique à espera que isso aconteça pois poderá demorar mais tempo do que espera. Além disso, pode não ter implementado uma estratégia de links internos que permita os motores de busca irem correndo todos os seus links. Por isso, deverá submeter o seu sitemap no Google Search Console.

Submeta o seu sitemap no Google Search Console

Para acelerar o processo pode e deve submeter o seu sitemap.xml no Google Search Console. Esta é uma ferramenta gratuita do Google onde pode incluir o seu domínio e monitorizar os seus websites de forma a garantir a sua presença nos resultados de pesquisa do Google.

1. Para começar crie a sua conta no Google Search Console.

Terá de indicar o seu domínio ou um URL e continue. Se optar por um domínio esta ferramenta irá procurar todos os subdomínios pertencentes a esse domínio. Se optar por um URL é mais simples e limita a ferramenta a procurar apenas links dentre desse URL.

Registar domínio no google Search Console

2. Verificação de propriedade.

Depois terá de verificar se esse domínio ou URL é da sua propriedade ou gestão. Se optar por um URL é mais fácil efectuar esta verificação. Escolha o método com que se sente mais confortável. O ideal é por verificação DNS mas pode optar por métodos mais fáceis como uma Tag HTML. Se precisar peça a nossa ajuda.

3. Entrar na sua conta

Depois de ter o domínio verificado pode então passar ao écran do Google Search Console com os dados do seu site. E vai encontrar no menu à esquerda o link para adicionar o Sitemap, onde pode submeter o seu.

Google Search Console - adicionar sitemap

Ao submeter o sitemap não significa que seja indexado de imediato. Existe uma grande diferença entre ter um sitemap submetido ou indexado.

Se notar que o seu sitemap não é indexado ao fim de vários dias, poderá existir algum erro no seu site que impede o Google de o indexar e rastrear. Pode ter erros em determinadas páginas e convém perceber quais são as páginas que não estão a ser rastreadas e se é propositado ou se é um erro. Quando não pretende mesmo que determinada página seja rastreada não se esqueça de introduzir a tag de rastreamento ‘noindex, follow’.

A importância de um sitemap para a optimização SEO

Depois de submeter o seu sitemap no Google pode aproveitá-lo para optimizar o seu website.

Em primeiro lugar já percebeu que o sitemap só por si não melhora o seu ranking nas pesquisas dos motores de busca. Mas ajuda os motores de busca a encontrar mais facilmente todos os seus conteúdos e desta forma melhorar a sua visibilidade.

No Google Search Console tem acesso a estatísticas sobre diferentes aspectos do seu sitemap.xml e como tal das suas páginas. Convém estar atento e verificar os alertas principais de forma a ver e compreender os erros que foram detectados, como sejam: páginas que estão a ser bloqueadas para apresentação em motores de pesquisa, informações sobre a boa visibilidade em diferentes dispositivos móveis.

Verificar rastreamento do sitemap no Google Search Console
Verifique as informações sobre o rastreamento do seu sitemap no Google Search Console.

O Google pode optar por ignorar páginas com conteúdos repetidos e apenas rastrear uma delas, assim como irá ignorar as páginas que bloquear no seu ficheiro Robots.txt. Este ficheiro anda lado a lado como seu sitemap.

Se tem um site em WordPress e pretende melhorar a estrutura do seu sitemap leia o nosso artigo “Como criar um sitemap em WordPress”, e descubra as melhores opções para ter um bom sitemap.

Optimizamos o seu plano de marketing digital e o seu SEO

Podemos analisar todo o seu website, optimizar o seu SEO e criar o seu plano de marketing digital.

Conheça os nossos serviços de Optimização SEO @ MAGAZINE MAGAWORKS

Subscreva a nossa Newsletter

Fique a par de todas as nossas novidades subscrevendo a nossa newsletter.
Fica registado na nossa lista "Magaworks® Newsletter" mas pode, em qualquer momento, alterar os seus dados ou cancelar a sua subscrição.

Para saber mais leia a nossa Política de Privacidade.

artigos relacionados