8 Passos para criar um site em wordpress

10 Jan, 2021 | Desenvolvimento de Websites

Quer criar um site em wordpress? O WordPress é a plataforma mais utilizada na criação de websites e tem muito a ver com a liberdade que esta plataforma oferece aos utilizadores, mesmo os mais inexperientes.

Para criar um site em WordPress primeiro precisa saber que existem duas formas de o fazer e deve utilizar a mais indicada:

  • WordPress.org, onde pode descarregar o software de forma gratuita para instalar num servidor de alojamento à sua escolha. Tem total liberdade de desenvolvimento e configuração.
  • WordPress.com, com pré-instalação da plataforma no servidor do WordPress.com. Neste caso encontra planos desde 0€, com a instalação da plataforma WordPress juntamente com um alojamento básico. Esta plataforma embora idêntica tem muitas limitações em termos de plugins, temas e configurações no plano gratuito.

Conheça melhor as diferenças entre as duas opções e escolha a mais indicada para os seus objectivos.

A primeira opção (WordPress.ORG) é a que com certeza já ouviu falar muitas vezes pois é a mais utilizada no mercado. E é sobre esta que vamos falar de seguida, passo a passo.

8 Passos para criar um site em WordPress

Conheça os 8 passos para criar um site em WordPress:

  1. Seleccionar um domínio e alojamento
  2. Design e tema
  3. Funcionalidades e plugins
  4. SEO
  5. Segurança
  6. Velocidade de carregamento
  7. Suporte e aprendizagem
  8. Publicar (um site em WordPress)

1. Seleccionar um domínio e alojamento

Em primeiro lugar terá de optar por escolher o seu domínio e um serviço de alojamento.
O domínio é o “nome” do seu site – omeusite.com.
O alojamento é o serviço que lhe disponibiliza um servidor, onde vai ficar instalado o WordPress, com os ficheiros e base de dados do seu site, de forma a que os utilizadores possam ver o seu site online.

Sugerimos que opte por um alojamento apropriado para WordPress e que já venha com a plataforma instalada, de forma a poder começar de imediato.

Não queremos aqui influenciá-lo por nenhum serviço em particular, mas se procurar por serviços em Portugal já encontra muitos que têm a opção de “Alojamento WordPress”. Este tipo de alojamento é optimizado para as necessidades que a plataforma requer a vários níveis e por isso o mais indicado. Depois, as opções e capacidades vão depender do que pretende criar.

Alguns serviços também incluem a manutenção como os updates automáticos e backups do seu website. Para tal, procure por serviços de “Wordpress managed”. Esta indicação significa que o serviço de alojamento além de ser optimizado para WordPress também inclui ferramentas que pode activar para efectuar de forma automática os backups e os updates. Neste tipo de serviços tenha atenção que ao adquirir um tema que inclua plugins de oferta (plugins que vêm como oferta no tema, mas que geralmente são pagos e requerem licença), estes não permitem atualizações por serviços automáticos. Têm de ser sempre atualizados por si manualmente no backoffice do seu site.

No alojamento deverá ainda considerar se o público do seu site é apenas em Portugal ou internacional. Se procura um público a nível internacional, então pesquise por alojamentos com sistema de cache e de CDN que lhe garantam rapidez de carregamento em diferentes pontos do mundo.

O alojamento para WordPress exige requisitos específicos. Embora a maioria dos alojamentos partilhados seja o suficiente para um site com poucas visitas, mas com certeza não é isso que pretende.

Deixamos aqui duas sugestões para alojamentos dedicados apenas a WordPress com serviço de suporte e updates incluídos. Estes serviços são dois dos que têm melhor classificação pelos utilizadores de WordPress no mundo, mas não são os únicos:

2. Design e tema

O tema é o que vai dar o aspecto gráfico e design ao seu site.

Pode utilizar um tema existente no mercado e configurar alguns aspectos como as cores e o tipo de letra. Depois, e consoante o tema que adquirir, poderá ter outras opções. Pode sempre optar por temas gratuitos e já encontra muitos no WordPress.org.

Como seleccionar e começar a desenhar o seu site?

Primeiro deverá pesquisar temas, seja em WordPress.org/themes ou em plataformas que vendem temas profissionais e com boa reputação.

Deixamos aqui a algumas sugestões:
Theme Forrest – https://themeforest.net/category/wordpress
Divi – http://elegantthemes.com/
Genesis – https://my.studiopress.com/themes/genesis/

Ao seleccionar um tema para a criação do seu site em WordPress deverá procurar por um que inclua parte das funcionalidades que vai precisar, como testemunhos, galerias de imagens, secção de portfólio, pesquisa avançada, etc. Quanto mais funcionalidades incluir o seu tema, menos extras terá de procurar e inserir através de plugins.

Como configurar o tema?

Depois de escolhido o tema está na altura de o configurar à sua imagem: Defina o seu logotipo, o título do site, as cores da sua marca e o seu tipo de letra. Geralmente estes são os itens que todos os temas permitem personalizar. Depois, consoante o tema que escolheu, poderá ainda ter muitas opções. Não deixe de as configurar para ter a certeza que tudo fica ao estilo que pretende.

Os temas comprados trazem sempre instruções de como personalizar as opções que têm disponíveis. Os temas gratuitos poderão não ter este manual, mas pode sempre perguntar a quem desenvolveu o tema como pode personalizar algum aspecto em particular.

A seguir pode começar a construir as suas páginas. Deixe para o final a criação do menu principal e possivelmente o que pretende ter no rodapé.

3. Funcionalidades e plugins

Ao criar um site em WordPress vai sempre deparar-se com a necessidade de funcionalidades extra que não estão incluídas no tema, e como tal, vai precisar de plugins.

Os plugins do WordPress são extras que instala no seu website para obter mais funcionalidades, como por exemplo, ferramentas de integração de registo na newsletter.

Mas não queira introduzir todas as funcionalidades no mesmo website apenas porque existem plugins para o fazer, pois pode ter problemas e incompatibilidades entre plugins, até porque nem todos os plugins são de confiança.

Além do problema de incompatibilidades, ao criar um site em WordPress sobrecarregado de plugins pode levar a que o carregamento das páginas fique lento, devido ao excesso de código que está a introduzir em todas as páginas.

Procure a ajuda de profissionais para o aconselhar sempre que tiver dúvidas ou problemas com o que pretende implementar. Comece por estas dicas que o podem ajudar a escolher os seus plugins.

Como saber escolher plugins de confiança para um site em wordpress?

Qual o melhor local para começar a procurar um plugin para WordPress?

O melhor local para começar a procurar é em wordpress.org/plugins. Aqui vai encontrar muitos dos plugins mais utilizados e são todos gratuitos. Em todos tem acesso a suporte, ficando dependente de ter uma respostas mais ou menos célere, consoante a empresa que desenvolveu cada plugin. Se o plugin gratuito que quer instalar não se encontra em wordpress.org então desconfie pois não foi validado.

Como saber qual o melhor entre vários plugins?

Procure plugins com boa reputação e boa classificação. Leia os comentários que outros utilizadores já efectuaram sobre o vários plugins. Quer os comentários positivos quer os negativos e tenha em atenção as datas dos mesmos. E se tiver dúvidas pode sempre colocar as suas questões a quem tenha desenvolvido o plugin ou a qualquer profissional que desenvolva websites em wordpress. Escolha apenas os plugins que tiverem boa classificação e onde verifica que o suporte tem respostas recentes. Se os vários plugins entre os quais está em dúvida forem idênticos, verifique qual inclui mais funcionalidades que vai precisar. E verifique se todas as funcionalidades são gratuitas. Em último caso teste os dois para confirmar e depois apague sempre o que não pretende utilizar. Não mantenha dois plugins para a mesma função e não os active em simultâneo. Teste um de cada vez.

Quantos plugins preciso para fazer o que pretendo?

Idealmente apenas um ou nenhum. Defina bem o que pretende implementar antes de procurar um plugin, de forma a encontrar a melhor solução. Por vezes não necessita de nenhum plugin. Se não encontrar solução sem plugin procure um que faça tudo o que pretende. Se não encontrar um que cubra tudo à medida das suas necessidades faça um compromisso entre o perfeito e o bom ou peça ajuda de um programador profissional de WordPress. Procure não instalar 2 ou 3 plugins para o mesmo efeito pois pode ser prejudicial para o carregamento do seu site.

Os plugins adicionam sempre mais peso ao meu site em WordPress?

Nem todos os plugins introduzem peso na visualização do seu website pelos utilizadores, mas todos eles criam peso no backoffice, e é aqui que terá de editar e criar os seus conteúdos. Lembre-se que cada vez que aceder ao backoffice e estiver a trabalhar no seu website, também estará a consumir recursos do seu próprio serviço de alojamento. Logo, quanto mais plugins tiver maior será o peso para poder ver ou editar os conteúdos do seu site.

Qual o máximo de plugins que posso ou devo instalar?

Não existe nenhum número mágico para saber o máximo de plugins que pode introduzir, até porque depende do peso que inclui cada plugin que introduz. Mas por vezes instalar mais um plugin não é a melhor solução. Pode ser preferível criar um plugin à sua medida. Procure primeiro informar-se para encontrar a melhor solução.

Como saber quando deverá contratar um profissional para o ajudar?

Quando não conseguir escolher um plugin porque tem demasiados à escolha, não encontra o que procura, nenhum faz o que precisa ou simplesmente porque não tem a certeza de que seja um plugin de confiança, significa que é melhor contratar alguém que saiba como fazer o que pretende implementar. Por vezes é preferível programar à medida o que pretende, ou simplesmente ter uma opinião experiente, em vez de introduzir mais um ou mais dois plugins que mais tarde lhe vão trazer problemas.

Se o seu site já está demasiado lento a carregar, então já pode ser tarde. O seu problema pode ter uma solução mas poderá sair mais caro corrigir o(s) problema(s) do que fazer bem de início. E lembre-se que um site mal desenvolvido vai levar os utilizadores a não o utilizarem e pode perder clientes ou dinheiro. Garanta que tudo está operacional e bem configurado contratando ajuda.

4. SEO

Quando criar o seu site em WordPress não se esqueça de ter uma ferramenta de optimização de SEO. Esta será fundamental para obter resultados mais positivos e ter mais hipóteses de aparecer nas pesquisas que os utilizadores efetuam nos motores de busca. Só assim conseguirá um maior número de visitas com os ganhos óbvios para o seu negócio.

O tema que seleccionou pode incluir as ferramentas que necessita. Se não for esse o caso procure um plugin que tenha as funcionalidades de SEO que procura.

Deixamos aqui apenas duas sugestões que são as mais estáveis e testadas no mercado. Ambos têm uma versão gratuita e outra paga: Yoast SEO e All in One SEO.

Precisa de optimizar o SEO do seu site?

Peça a nossa ajuda para optimizar o SEO do seu site e comece a subir nos Ranking do Google.

SAIBA MAIS SOBRE O NOSSO SERVIÇO DE OPTIMIZAÇÃO SEO @ MAGAWORKS

5. Segurança

Se o seu alojamento não garante toda a segurança necessária procure um plugin de segurança para o seu site. Tenha atenção que este tipo de plugins pode bloquear algumas funcionalidades que poderá precisar.

Na sua maioria não vêm pré-configurados pois é difícil prever tudo o que o seu site precisa ter activo ou o que pode ser bloqueado de forma a ser mais seguro. Para um site institucional ou blog, não terá qualquer problema se activar todas as opções sugeridas, desde que apenas escreva e publique os seus artigos e páginas directamente através do backoffice do seu site.

Se criar uma loja em WordPress deverá questionar se determinados bloqueios poderão impedir métodos de pagamento que tenha configurados.

Se o seu alojamento já oferece bastante segurança, então apenas sugerimos que bloqueie todos os comentários, ou que pelo menos impeça os comentários de serem publicados de imediato no seu site, ficando a aguardar a sua aprovação.

Adicionalmente sugerimos que regularmente verifique e efectue todos os updates disponíveis para o WordPress, Tema e Plugins, assim como que utilizadores tem registados e se não serão spam ou tentativas de intrusão indevida. Se não souber como fazer procura ajuda de quem o saiba. A invasão de um site em WordPress pode destrui-lo de forma que dificilmente conseguirá recuperar. Além disso podem roubar informações de outros utilizadores ou pode perder dinheiro.

Precisa de ajuda com a manutenção do seu site em WordPress?

A MAGAWORKS fornece este serviço por um preço fixo ou por um preço hora, consoante a sua preferência. Só terá de nos indicar o link do seu site para lhe apresentarmos uma proposta.

ENTRE EM CONTACTO CONNOSCO E PEÇA MAIS INFORMAÇÕES @ MAGAWORKS

6. Velocidade de carregamento

Para garantir a rapidez do seu site é importante que acima de tudo tenha escolhido um bom tema e não ter inundado o seu site com plugins para funcionalidades extra.

Depois pode melhorar a velocidade de carregamento das páginas com a cache directamente no servidor, com programação à medida, ou mesmo com um alojamento que lhe ofereça um serviço de CDN.

Vai encontrar muitos plugins que o vão ajudar com a optimização de código do seu site e assim melhorar o tempo de carregamento. Tenha atenção ao configurar este tipo de plugins pois podem destruir o aspecto do seu site ou causar erros em formulários e outras funcionalidades.

Ao activar e configurar este tipo de plugins deverá visualizar o seu site sem estar logado e garanta que a cache do seu browser está vazia. Só assim tem a certeza que está a visualizar o seu site com as opções de cache que escolheu activas.

7. Suporte e aprendizagem

É normal que ao longo da criação do seu site em WordPress vá precisar de ajuda e dicas. Aqui é onde o WordPress ganha pontos em relação a muitas plataformas no mercado.

Existem inúmeros blogs de ajuda, imensos tutoriais e todos os plugins, gratuitos ou pagos, têm pelo menos um suporte básico. É muito fácil encontrar ajuda online sempre que tiver dúvidas. Existem inclusivamente grupos de facebook que dão algum suporte.

Aqui na nossa MAGA•ZINE já encontra algumas boas dicas para WordPress assim como para a criação de sites. Mas faça uma pesquisa rápida no google e vai encontrar inúmeros links, quase todos bastantes bons.

Mas lembre-se, sempre que encontrar um código num website que indique como fazer determinada função, poderá não funcionar no seu site ou ter de ser adaptado para funcionar bem. Nem sempre o código é genérico e pode não ser compatível com o seu servidor de alojamento ou com o tema e plugins que tem instalados.

Se tiver alguma dúvida com determinado plugin ou tema gratuito pergunte sempre no suporte respectivo no site wordpress.org ou no site onde foi adquirido. E se tiver um alojamento dedicado a WordPress geralmente também dão suporte a esse nível.

8. Publicar (um site em WordPress)

Finalmente vai publicar o seu site online.

Se desenvolveu o seu site num domínio diferente do final, para o tornar visível apenas quando estiver pronto saiba que não basta copiar os ficheiros de uma pasta para outra e já está. O WordPress é composto por ficheiros e uma base de dados. Em relação à base de dados é necessário efectuar algumas alterações sempre que muda de domínio e servidor de alojamento.

Se quiser arriscar fazer por si deixamos aqui o melhor tutorial que encontra no próprio site do WordPress.org: https://wordpress.org/support/article/moving-wordpress/

Se não quiser arriscar pode utilizar plugins para o fazer como é o caso do Duplicator, e siga as instruções à risca. Se mesmo assim lhe parecer demasiado técnico, opte por contratar ajuda para o fazer. Nós podemos ajudá-lo.

Em alternativa, existem alojamentos que oferecem este tipo de serviço para o ajudar a criar o seu site e depois publicá-lo. Mas pode facilitar e criar o site de início no seu domínio principal e apenas terá de manter segredo e não o divulgar a ninguém antes de estar pronto. Se é um domínio novo é pouco provável que apareça nos resultados de pesquisa do google. Mas para maior segurança pode activar uma página temporária no WordPress até o site estar concluído. Depois apenas terá de desactivar a página temporária para o site ficar visível.

Antes de começar a divulgar o site deve testar tudo já com o site online, sem a página temporária activa e sem estar logado. Veja o site como um utilizador comum para garantir que está tudo a funcionar bem e sem erros.

Leia o nosso guia “Checklist de verificação de um site em WordPress antes do seu lançamento”.

Subscreva a nossa Newsletter

Fique a par de todas as nossas novidades subscrevendo a nossa newsletter.
Fica registado na nossa lista "Magaworks® Newsletter" mas pode, em qualquer momento, alterar os seus dados ou cancelar a sua subscrição.

Para saber mais leia a nossa Política de Privacidade.

artigos relacionados

WordPress.org VS WordPress.com

WordPress.org VS WordPress.com

Sabia que o Wordpress existe em duas versões bastantes distintas? O Wordpress.org e o Wordpress.com (self-hosted). Saiba qual o mais indicado para o seu projecto.

ler mais